O GRITO DA SECA

O Nordeste é só seca e miséria?



É bastante recorrente, no âmbito do senso comum e dos meios de comunicação, o ato de entender a região do Nordeste como o sinônimo da seca, da miséria e da pobreza. Isso cria um estereótipo sobre a população nordestina, estimulando preconceitos e discriminações de toda ordem e reduzindo toda pluralidade étnica dessa população a uma única representação.

Na verdade, essa construção é uma visão muito simplista da realidade. O que realmente existe, podemos dizer, é a existência de vários “nordestes” dentro de um mesmo Nordeste. Isso é representativo não somente das questões climáticas e naturais, mas também das relações culturais, econômicas, sociais e étnicas, representando uma elevada gama de riquezas naturais e humanas. Por isso, podemos dizer: Nordeste não é só seca e miséria, é diversidade.

A seca no Nordeste é um fenômeno natural, as caraterísticas geográficas e climáticas da região criam uma situação que, se não for administrada, faz as populações locais sofrer. Sabemos que esse problema é uma das questões mais sérias a serem enfrentadas no Brasil.

Conforme apontam alguns críticos da imagem que se construiu no Nordeste nos últimos anos, o problema da seca na região do semiárido nordestino não se resume apenas à falta de água, mas sim à ausência de interesse político.

As acusações giram em torno de outra questão que se junta à indústria das secas: a indústria dos votos, uma vez que muitos políticos, em tese, beneficiam-se das condições de miséria de parte da população para lhe conceder bens materiais de breve duração – como cestas básicas – em troca de apoio eleitoral.

Para além dessa problemática, a região nordestina apresenta inúmeras belezas relacionadas aos seus recursos naturais e humanos. Não por acaso, essa região é um dos principais vetores turísticos do país, tanto pelas suas praias e suas paisagens quanto pelo seu patrimônio cultural, marcado pela riqueza de cidades históricas.

Economicamente falando, o Nordeste vem passando por uma linha de industrialização e ampliação do desenvolvimento.

Além disso, o Nordeste ainda conta com inúmeras paisagens naturais de rara beleza, como Fernando de Noronha, os Lençóis Maranhenses, vários pontos de cultura de Salvador, Jericoacoara, entre outros, o que revela a potencialidade econômica do turismo para a dinamização das perspectivas locais.

Foto: Jerry Wendel
O Grito da Seca - OpenBrasil.org

Postagens mais visitadas

Causas da Seca

Introdução